Saraiva agora te permite ler livros digitais diretamente pelo browser

Empresa lançou nesta semana um leitor on-line da sua plataforma de e-books Lev. Com isso, usuário não precisa mais baixar aplicativo no desktop.

 

A Saraiva anunciou nesta semana o lançamento de uma versão on-line da sua plataforma de livros digitais Lev, que dá nome aos e-readers e apps da rede de livrarias.

Com a novidade, os usuários podem acessar todo o acervo digital da Saraiva diretamente pelo navegador do computador, sem precisar baixar os aplicativos da plataforma.

“Nosso objetivo é proporcionar a melhor experiência de leitura, independentemente do formato escolhido e da plataforma utilizada”, afirma o diretor de e-commerce da Saraiva, Adriano Tavolassi.

Como usar

Para utilizar o novo leitor online Lev, é preciso acessar o site ler-online.saraiva.com.br pelo desktop e então entrar com os dados de login e senha da sua conta na Saraiva.

No geral, a plataforma de livros digitais da Saraiva conta com mais de 600 mil títulos.

 

Fonte: Site IDGNow!

Ele resiste. 73% dos CIOs ainda preferem e-mail para conversas internas

Uma pesquisa da Robert Half descobriu que o e-mail continuará a reinar até 2020 e perderá terreno para mensagens instantâneas

 

Uma forma de comunicação quase anciã, já que foi inventado nos anos 60, o e-mail parece que não vai morrer nunca. Ou pelo menos deverá permanecer soberano nas corporações como ferramenta primária de comunicação interna até 2020. A descoberta é da empresa de recrutamento de profissionais de TI Robert Half Technology, que pesquisou as formas preferidas de comunicação dos CIOs. A pesquisa foi feita com 2,5 mil CIOs e 1 mil empregados em 25 áreas metropolitanas dos Estados Unidos.A grande maioria dos CIOs ouvidos (73%) indicou o e-mail como forma preferencial de comunicação com as equipes. E 53% dos funcionários concordaram com a ideia. Para os dois grupos, com diferentes gradações, o candidado a substituir o e-mail na corporação são as mensagens instantâneas, segundo a pesquisa.

Atualmente, 45% dos funcionários usam e-mail na comunicação diária com colegas e 28% usam mensagens instantâneas. Segundo eles, a pressão por responder imediatamente é muito maior na mensagem instantânea (76%) do que no e-mail (24%), sendo que 90% deles disseram esperar que os colegas respondam imediatamente a uma mensagem instantânea.

O e-mail pode ser o preferido por hora mas não é considerado o mais efetivo. Segundo a pesquisa, ao listar os canais mais efetivos de comunicação diária para iniciar projetos, por exemplo, só 41% dos CIOs indicaram o e-mail, seguido de encontros presenciais (22%), mensagem instantânea (13%), ligações telefônicas (9%), redes sociais internas (8%) e videoconferência (7%).

Já os funcionários colocaram o e-mail em segundo lugar (27%) e as reuniões presenciais (37%) em primeiro. Em terceiro lugar ficaram as mensagens instantâneas (19%), seguidas de ligações telefônicas (9%). Na hora de escolher o substituto do e-mail, os funcionários escolheram mensagens instantâneas em primeiro lugar (52%), seguidas de videoconferência (23%), redes sociais internas (11%), encontros pessoais (7%), ligações telefônicas (4%) e outros (3%).

Fonte: Site IDGNow!

Sua TV está preparada para receber o sinal digital?

Saiba se será necessário providenciar mudanças para continuar assistindo os canais de TV sem a contratação de um serviço de TV por assinatura

No dia 29 de março, o sinal analógico de televisão será desligado na região metropolitana de São Paulo. A programação dos canais abertos será transmitida apenas pelo sinal digital, com imagem e som de cinema. A Seja Digital, entidade responsável pela gestão do processo de migração do sinal, orienta a população para dois equipamentos que podem transformar as antigas TVs de tubo em TVs aptas a receber o sinal digital, continuando a funcionar normalmente após o desligamento do sinal analógico.

Para ter acesso ao sinal digital, as pessoas que possuem televisores de tubo ou de tela plana fabricados antes de 2010 devem instalar uma antena e um conversor, que podem ser adquiridos em lojas de eletrônicos.

Seguindo algumas recomendações simples, o sinal digital será recebido em sua casa com o máximo de qualidade. Saiba se sua residência já está preparada ou se será necessário providenciar mudanças para continuar assistindo os canais abertos de televisão:

  1. Antena – Nem toda antena consegue captar o sinal digital de televisão. A antena deve ser própria para isso e a recomendação da Seja Digital é que o modelo seja externo, instalado no telhado da casa. Recomenda-se contatar um antenista para fazer a instalação corretamente.
  2. Televisor – Se o aparelho for uma televisão de tubo, será necessário instalar um conversor de sinal. Se o televisor for de tela fina e não tiver o conversor embutido, também precisará de um conversor de sinal. Para ter certeza se o televisor já tem o conversor embutido, consulte o manual do fabricante.
  3. Conversor – São eles que transformam o sinal digital em analógico para que sua TV continue com a programação. Estão disponíveis em diversos modelos e faixas de preço. Podem incluir recursos como função de gravação de programas, entrada USB para conectar pen drives com conteúdos de vídeo, conexão HDMI, central interativa de mídia e painel com funções de navegação. Os conversores também vêm acompanhados de controle remoto, o que acaba sendo um recurso adicional para TVs antigas que não tenham o acessório.

Famílias inscritas em programas sociais do governo federal podem receber kits gratuitos
As pessoas que participam de algum programa social do governo federal nas 39 cidades previstas para a digitalização da TV na região podem agendar a retirada de seu kit, contendo conversor, antena e cabos, pelo telefone 147 (ligação gratuita) ou pela internet. Para saber se tem direito, o beneficiário deve acessar o portal www.sejadigital.com.br/kit, clicar em “Programa de Distribuição de Kits” no menu superior e fazer a pesquisa utilizando o CPF e o NIS (Número de Identificação Social) do responsável familiar. Caso não saiba qual seu número de NIS, basta ligar para a Central de Relacionamento do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome no 0800-707-2003.

Recentemente, a Seja Digital, entidade responsável por operacionalizar a migração do sinal analógico para o sinal digital da televisão no Brasil, atingiu o marco de 1 milhão de kits gratuitos distribuídos às famílias inscritas em programas sociais do Governo Federal. Só na região metropolitana de São Paulo, localidade que terá seu sinal analógico desligado no próximo dia 29 de março, já foram entregues mais de 700 mil kits e a previsão é entregar ao todo 1,8 milhão até o fim do processo. Ao mesmo tempo, a distribuição começou na região metropolitana de Goiânia, onde mais de 70 mil famílias já retiraram os kits e já podem assistir aos canais abertos de televisão pelo sinal digital.

A distribuição dos kits começou em meados de 2015, quando o processo de desligamento do sinal analógico de televisão acontecia na cidade de Rio Verde, em Goiás. Cerca de 16 mil famílias da cidade receberam o kit e puderam preparar suas casas para o sinal digital. Em novembro de 2016, Brasília e outras nove cidades da região tiveram o sinal analógico de TV desligado e mais de 337 mil famílias receberam o kit gratuito.

Até dezembro de 2018, cerca de 14 milhões de famílias de mais de 1300 cidades também receberão seus kits gratuitos. Com esses equipamentos distribuídos e devidamente instalados, as famílias de baixa renda das cidades onde o sinal digital de televisão substituirá o sinal analógico continuarão a ter acesso à programação dos canais abertos de televisão.

Fonte: IDG Now!

Dell começa a vender novo monitor 8K de 32″ por US$ 5 mil

O monitor UP3218K com resolução de 8K e tela de 32 polegadas foi feito para profissionais que possuem carteiras gordas

Sabe aquele monitor maravilhoso com resolução 4K que você estava guardando dinheiro há muito tempo para comprar? Pois é, ele acaba de ficar obsoleto. A Dell abriu nesta quinta-feira (23/03) a pré-venda do seu fantástico monitor UP3218K de 32 polegadas, com resolução de 8K, que promete tornar-se objeto do desejo de quem trabalhar com imagens. Um objeto do desejo caro e distante, a menos que você carregue uma carteira bem gorda: seu preço é de US$5 mil (nos EUA)

O monitor foi mostrado pela Dell no CES 2017, em janeiro deste ano. Durante o evento, a Dell disse que o UP3218K começaria a ser entregue a partir de 23 de março, mas na verdade a data está valendo por enquanto como abertura para a pré-venda. A data de entrega, segundo a companhia, moveu-se para 17 de abril.

O monitor de 8K da Dell entrega quatro vezes mais pixels que um monitor 4K e oito vezes mais pixels que um monitor padrão de 1080p, agregando 33,2 milhões de pixels em sua tela com resolução de 7680 x 4320 pixels. Ele suporta 100% de AdobeRGB e 100% sRGB.

É fantástico. Mas esse monitor bestial exige um PC igualmente poderoso para funcionar corretamente e exibir as imagens ocupando toda a sua tela. Ele tem na parte de trás duas entradas DisplayPort 1.4, que precisam estar em uso simultâneo para suportar o output do monitor. Durante as apresentações no CES, a Dell estava usando a placa gráfica para workstation high-end Nvidia Quadro para alimentar o monitor. A Dell e a Nvidia trabalharam muito próximas nos drivers desse monitor.

Se você é um gamer cheio de dinheiro, vá com calma. Para ter esse monstro em casa você precisaria muito mais hardware e isso é regra quando falamos de imagens 8K. As placas gráficas para gamers não estão preparadas para isso ainda. A AMD e a  Nvidia vão, sem dúvida, produzir GPUs domésticas com os 8K em mente, mas por hora esse monitor é para profissionais apenas.

A boa notícia é que os monitores 8K vão cair de preço em alguns anos e tornar-se muito mais acessíveis e comuns. Mas nesse momento de 2017, você faria um investimento melhor do seu dinheiro se usasse os US$ 5 mil para comprar um conjunto completo de hardware para jogar em 4K ao invés de apenas o monitor.
Fonte: IDG Now!

Windows 10 atinge a marca de 10 milhões de usuários de testes

Número é o dobro do que a empresa do que a empresa tinha na época de lançamento do seu mais recente sistema, em julho de 2015.

A Microsoft anunciou nesta semana que atingiu a marca de 10 milhões de testadores dedicados do Windows. O número representa um aumento e tanto em relação à época de lançamento do Windows 10, em julho de 2015, quando a empresa tinha a metade disso.

Até as versões anteriores do Windows, como Windows 7 e 8, a Microsoft adotava uma postura mais fechada em relação às versões de teste do sistema. Isso mudou com o Windows 10, sendo que qualquer usuário pode se inscrever para tornar-se um membro do programa Windows Insider.

“Meu aprendizado é que você não pode criar fãs, você precisa merecê-los”, afirmou o executivo da Microsoft, Yusuf Mehdi, em um post no seu perfil no LinkedIn sobre a mudança de cultura da Microsoft.

Fonte: IDG Now!